Piscinas tratadas com Ozônio

Piscinas podem e são utilizadas como um poderoso e eficaz tratamento de saúde, para pessoas de todas as idades, além de oferecer um ambiente prazeroso. Há muito tempo deixou de ser uma exclusividade da classe alta, e popularizou-se através de clubes e academias, ficando muito mais acessível a todos.

Empresas com experiência e tecnologia de sobra estão no mercado construíndo piscinas dos mais diversos materiais, que vão desde o concreto armado até plásticos de alta resistência, oferecendo produtos de alta qualidade e durabilidade, que chegam a superar  as expectativas dos consumidores.

Mas a água utilizada nessas piscinas também deve oferecer um alto nível de qualidade, que só é possível  de se obter com tratamento adequado. E como definir essa qualidade, levando em conta que a aparência pouco demonstra sobre esse quesito, pelo menos a olho nú?

Seu corpo, a médio prazo, se encarregará disso, quando os efeitos colaterais dos produtos utilizados na limpeza e manutenção dessas piscinas começarem a prejudicá-lo. É importante lembrarmos que a pele é o maior órgão de nosso corpo, e está completamente exposta dentro de uma piscina, além dos olhos, cabelos e ouvidos.
E quais seriam os “vilões” encontrados na água de uma piscina?

Se a água não for tratada de maneira eficaz, encontraremos microorganismos nocivos à nossa saúde, como: Bactérias, fungos, vírus, protozoários, e outros, além de elementos químicos altamente tóxicos, como: Cloro, sulfato de alumínio, e outros, que fazem um verdadeiro estrago em nossa saúde, podendo ser absorvidos por nosso corpo em grandes doses em um simples mergulho.

Segundo a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA), o Cloro é um pesticida, com objetivo de eliminar organismos vivos, e destrói células e tecidos em nosso organismo, dentro e fora do corpo !!!
O Alumínio absorvido pelo corpo é depositado nos rins, cérebro, pulmões, fígado e tireóide, concorrendo com o cálcio na absorção óssea. Recentes estudos relacionam o alumínio á doenças como Alzheimer, e por unanimidade especialistas afirmam que a exposição à esse elemento químico é altamente preocupante.
Além disso, as águas dessas piscinas acabam sendo despejadas em nossos esgotos, cedo ou tarde, levando toda essa “parafernália de porcarias” para nossos rios, que abastecem os reservatórios, e por consequência, nossas residências.

O Ozônio é a melhor opção para o tratamento adequado e altamente eficaz dessas águas, como detalhado abaixo:

  • Elimina completamente protozoários, vírus, bactérias, fungos e demais microorganismos da água;
  • Não gera resíduos, pois é composto de 3 moléculas de Oxigênio, sendo seu resíduo Oxigênio puro, se dissipa na atmosfera;
  • Dispensa outros elementos químicos no tratamento de piscinas, e gera considerável economia tanto financeira quanto de tempo, em sua utilização;
  • O Ozônio é abundante na natureza.
    Para obter esse tipo de tratamento, é necessário um equipamento gerador de Ozônio. Mas devemos nos atentar para as especificações do equipamento, uma vez que existem várias configurações disponíveis no mercado, para as mais diversas aplicações.
    A Empresa OZONIC é a pioneira na fabricação de Geradores de Ozônio, e pode oferecer, além do gerador e seus periféricos, uma orientação completa na utilização dos mesmos. Também está capacitada para oferecer ao mercado preços realmente baixos e assistência técnica completa, uma vez que é detentora de 100% da tecnologia desenvolvida e utilizada em seus produtos.
    Entre em contato e saiba tudo o que precisa para poder cuidar de sua piscina de forma correta, e por consequência, cuidar da saúde de todos que a utilizam.
    OZONIC – geradores de Ozônio.

Deixe uma resposta